Buscar
  • Claudio Pfeil

O ATLETISMO MORTÍFERO DE BOLSONARO


O pior da pandemia não é o vírus


O pior da pandemia é o País inteiro submetido a um boçal que não tem capacidade nem para passar em teste psicotécnico, com poder de decidir o que deve ser feito simplesmente por achar.


Acha que radar nas estradas atrapalha: manda tirar. Acha que cadeirinha para criança no automóvel não dá segurança: manda tirar. Acha que o ministro da Saúde, ao aplicar resoluções científicas, quer dar uma de estrela: manda tirar. Acha que o isolamento social prescrito pela OMS não tem comprovação nenhuma, prejudica o País: manda tirar. Acha que a "gripezinha" que já mata milhares, milhões, se trata como homem, aliás como ele, atleta: orar e jejuar.

O bolsonarismo arroga o achar como ciência, e em contrapartida, depaupera a ciência meramente por achar. Saber não importa: achar é o bastante.

Esse é o pior da pandemia. O vírus, mais cedo ou mais tarde, será levado a cabo pela ciência. Mas até lá, quantas vidas serão levadas a cabo pelo atletismo mortífero bolsonarista de simplesmente achar?


Claudio Pfeil

1 visualização0 comentário